Conquistas
2 minutes min

Isolamento termoacústico produzido com certificação EPD

epd_verified_1.jpg

O ritmo frenético em que novas construções foram erguidas nos últimos anos provocou rápidas e profundas alterações no meio ambiente. Segundo dados da GBC Brasil (Green Building Council Brasil, ONG que visa fomentar a indústria de construção sustentável no país), prédios comerciais e residenciais consomem hoje nada menos que 51% da energia elétrica produzida no país.

O fenômeno, porém, não é apenas local. Estatísticas apontam que prédios comerciais e residenciais respondam mundialmente por um terço das emissões de gases de efeito estufa e 40% do consumo global de energia. Os dados deixam clara a necessidade de que o crescimento das cidades tragam cada vez menos impactos à natureza.

É nesse contexto que a Isover Saint-Gobain se destaca. Como desenvolvedora de materiais para isolamento térmico e acústico, a empresa cuida para que cada etapa de seu processo produtivo seja o mais sustentável possível.

Tamanha preocupação rendeu à companhia o status de única empresa brasileira do segmento com a certificação EPD (Declaração Ambiental de Produto). O selo é concedido após rigorosa verificação de uma série de critérios, que vão desde a extração, processamento de matéria-prima e consumo de energia até às distâncias de transporte e geração de resíduo de materiais na instalação do produto.

Edifícios erguidos utilizando produtos com essa chancela ainda contribuem com pontuação nos critérios de avaliação para a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), da U.S. Green Building Council, que estabelece padrões mundiais de sustentabilidade e eficiência de um projeto arquitetônico.

Para o cliente que adquire qualquer produto da Isover, a certificação significa que ele estará contribuindo indiretamente com o meio ambiente, pois o selo é um verdadeiro atestado de transparência quanto à questão da sustentabilidade.

Além disso, o EPD corrobora o que a empresa afirma em seu material de divulgação a respeito do reaproveitamento de 100% do efluente líquido usado na fabricação de seus produtos e a utilização de 65% de material reciclado na composição de suas principais soluções.